Baixaria no Invencível Mengão: depois da orgia um culto evangélico

Invencível Mengão gospel

Como vocês sabem, baixaria o Invencível Mengão faz em casa. A última ocorreu dias atrás quando 5 jogadores do simpático e ordeiro clube participaram de uma orgia para comemorar o aniversário de um suposto amigo da turba.

Como a putaria tornou-se pública, a diretoria da “NaSSão” afastou os farristas do elenco. Alguns dizem que o afastamento deu-se porque os mandatários do Invencível não foram convidados para o tal níver recheado de álcool e putas- eu sou antigo, e no meu tempo puta era chamada de puta mesmo, no máximo prostituta. Depois do advento do politicamente correto as dadas moçoilas passaram a ser conhecidas por modelos, assistentes de palco, bailarinas, etc… Mas continuam fazendo o mesmo trabalho: “dar”… mas recebendo por “dar”. Tenderam?

Me perdi… Também junto urubu com puta, só podia me perder mesmo!

Lembrei: pois é, depois da putaria e do afastamento, os jogadores foram reintegrados ao elenco do clube. Ontem, para enganar os bilhões de ordeiros e pacatos torcedores da “NaSSão , três dos cinco jogadores que haviam sido suspensos participaram de um culto evangélico comandado por uma cantora gospel de nome Bruna Karla. Esse nome, sei não…

Hoje em dia virou moda: o sujeito faz um monte de merda, inclusive matando e roubando(né Eduardo Cunha?), e depois posa de arrependido dizendo que virou evangélico e que Jesus o salvou…

Se essa corja toda for mesmo perdoada eu quero é ir pro Inferno, que o Paraíso deve estar impraticável com tanto vagabundo por lá, provavelmente está  mais infestado que o Brasil. Saco.

A notícia está em um dos órgãos da Flapress, o jornal Extra- ‘Bonde’ do Flamengo se reúne para culto religioso, mas torcedores não perdoam: ‘Jogar que é bom, nada’