Ao povo brasileiro desejo um “Feliz Ânus Novo”!

Uma crítica ao estado brasileiro

O ano novo se aproxima e com ele os tradicionais, chatos, repetitivos e, muitas vezes, hipócritas,cumprimentos desejando um feliz novo.

Este incomparavelmente  lindo, gostoso, genial, porém o mais humildoso dos homens,  Barão de General Severiano, vem por meio destas bem traçadas linhas desejar ao povo  brasileiro é um

               Feliz Ânus Novo!

O ânus velho de nosso povo tá um labirinto de hemorroidas, causadas pelo estupro diário que sofre por parte de políticos ladrões e um Estado inepto e corrupto, que não cumpre suas obrigações constitucionais de oferecer  segurança, educação e saúde (no mínimo) de QUALIDADE, como reza nossa Constituição, ao nosso espoliado povo. Quando muito, o Estado distribui esmolas aos nossos milhões de miseráveis e ainda se vangloria de seu feito… mal feito.

Sem mais… Até mais.

Anúncios

Eduardo Cunha é um pouco a cara do Brasil

Eduardo Cunha corrupto

Oportunista. Cínico. Corrupto. Gosta de levar vantagem sempre. Não tem escrúpulos em usar o poder em benefício próprio. E gosta de ser assim, não faz questão de esconder que é um “canalha primordial” como diria o grande Nélson Rodrigues.

Assim é o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o odiado presidente da Câmara dos Deputados. Suspeito que o ódio que muitos devotam a ele, não passa de um reflexo… É isso mesmo, o Cunha é apenas o reflexo da sociedade que construímos. E muitos dos que o odeiam defendem canalhas tão ou mais canalhas que o Cunha- mas, sonsos que são, são canalhas com  discurso ideológico politicamente correto, que falam em igualdade e justiça social para encobrir suas falcatruas e enganam muitos desavisados com isso… Roubam, mas não em benefício próprio, dizem os ladrões politicamente corretos, mas sim em nome da suposta “causa” que defendem.

Ainda bem que  Polícia Federal não pensa assim, e está engaiolando estes gatunos supostamente politicamente corretos aos borbotões. Cínicos é o que na verdade são.

Ah, e não odeio o Cunha, ele é um digno representante de sua agremiação partidária, o PMDB, que eu sempre afirmei não ser um partido político, mas sim uma quadrilha organizada para saquear o Estado brasileiro.

José Sarney, Renan Calheiros, Michel Temer, Eduardo Cunha, Jader Barbalho, Moreira Franco, Romero Jucá, a família Picciani… Esses, juntos, formam o quê?

Que o Cunha tenha a punição que merece, mas ele é apenas uma pequena engrenagem da gigantesca teia de corrupção que enredou todo o Estado brasileiro.

Eu odeio a corrupção, não o Cunha.

Hoje é o Dia do Palhaço e do Povo Brasileiro

Hoje (10/12) é o Dia do Palhaço. Parabéns aos palhaços por levarem alegria às pessoas.

E parabéns a nós, o povo brasileiro, que todo dia somos feitos de palhaços sustentando um Estado obeso, burocrático, extremamente corrupto, patrimonialista e nepotista- que cuida muito bem dos seus apaniguados, e ainda se vangloria de distribuir esmolas a milhões de nossos miseráveis compatriotas, que são as principais vítimas desse mesmo Estado cínico e perverso.

Parabéns para nós, o povo do Brasil,  os verdadeiros palhaços da Nação!

Uma corrupção não justifica a outra

Aqui no Brasil criou-se uma nova tese de defesa para corruptos em geral. Quando alguém é acusado de ser corrupto, o cidadão se defende dizendo, cinicamente, que “sou, mas o fulano também é…”

O mesmo ocorre com nossos partidos políticos, que acusam seus adversários de serem os maiores corruptos da face da Terra; mas afaga seus corrutinhos como os mais honestos dos corruptos.

Ora, isso não absolve ninguém, ao contrário, todos são corruptos.

Resumindo a questão:

Uma corrupção não justifica a outra; nem um corrupto absolve o outro.

Pensamentos do Barão (II)

Alguns pensamentos do Barão

 

Se promessa fosse mesmo dívida, quase todos os políticos estariam falidos, e não ricos.

Pensamento religioso

O melhor pastor ainda é o alemão!
É fiel e não cobra dízimo…

Penso, logo existo.

René Descartes (31 de Março de 1596 – 09 de Fevereiro de 1650)

Se tivesse nascido no Brasil, a frase do Descartes, filósofo e matemático francês, seria um pouco diferente:
Penso, logo desisto…

Não sei, mas esta história de dizer que o Reino do Céu pertence aos pobres parece promessa de político. A gente até ouve, mas não acredita.

Governo é aquele troço que toma dinheiro de todos, divide boa parte entre os seus, e o que sobra devolve aos tolos- que os governantes chamam, educadamente, de povo.

Zatonio Lahud

Na CBF os ladrões são rotativos na Presidência da entitade

A Confederação Brasileira de Futebol, vulgo CBF, formou uma casta de ladrões rotativos na Presidência da corrupta entidade: um presidente renuncia, entra outro, que rouba uns meses e dá lugar ao próximo ladrão da fila- e assim sucessivamente.

Os três últimos presidentes da entidade (Ricardo Teixeira, José Maria Marin e Marco Polo del Nero, que acaba de se afastar do cargo) estão sendo processados por corrupção pela Justiça dos Estados Unidos, sendo que o Marin já está em cana por lá.
Até quando permitiremos coisas assim no Brasil?

Enquanto os ladrões roubam e nossos clubes estão falidos… Gol da Alemanha!

Tia Dilma só precisa de 171 votos dos cerca de quinhentos 171 da Câmara

 

Paradoxo brasileiro: a Câmara dos Deputados é composta por 513 parlamentares- na verdade a imensa maioria deles é para lamentar-, mas sigamos em frente: para  barrar o pedido de impeachment contra Tia Dilma Sapiens o governo dela só precisa de 171 votos destes 513.

Ora, o que tem mais na Casa de Tolerância, quer dizer, a vetusta Câmara dos Filhos de Putas Pra Todo Lado, quer dizer, dos Deputados, é… 171!

A começar pelo maior de todos os 171 atuantes hoje no Brasil: o próprio presidente da Casa: o deputado Eduardo Cunha (PMDD-RJ). Portanto, meninos, meninas e demais gêneros, para barrar o impeachment o governo só precisa conseguir 171 dos cerca de quinhentos 171 que estão na Câmara, ou então chamar o 171-chefe, o próprio Cunha e tá tudo resolvido.

É por coisas assim que parei de contar piadas de português faz é tempo… Gol da Alemanha!

Ando com muita vergonha do Brasil

Um poema sobre o Brasil e suas injustiças

Cinco jovens são friamente assassinados  por policiais militares (assassinos fardados) pelo simples motivo de terem nascido negros no último país a acabar com a escravidão.

Elegemos representantes que, em sua imensa maioria, assim que tomam posse vão cuidar de nos roubar e privatizar o que deveria ser público para seus bolsos.

Os presidentes da Câmara e do Senado breve estarão na cadeia por corruptos irrecuperáveis.

Temos uma presidente cuja única meta é não ter meta e evitar que a coloquem para fora de seu cargo de poste autista do Lula.

Resumindo a bagaça:

Ando com muita vergonha do Brasil!