Logo após vetar uma proposta de auditoria pública em nosso estratosférica dívida interna, Tia Dilma Sapiens liberou R$ 816 milhões para as diversas quadrilhas que se autodenominam partidos políticos no Brasil. Talvez uns 2 ou 3, se tanto, o sejam na acepção verdadeira do termo.
Depois de ver coisas assim, como se sente o “contribuinte obrigatório” quando ela fala em aumentar impostos para debelar uma crise pela qual ela é a principal responsável?
Ah, e para completar, ela vai falando tratando a pobre língua portuguesa aos pontapés quando tenta justificar seus atos, pois é incapaz de formular uma única frase com início, meio e fim com sua verborragia destrambelhada e ininteligível.

Só pra recordar

Queria lembrar a alguns autointitulados nacionalistas que Hitler, Mussolini, Franco, Salazar e outros ditadores, como o nosso Médici, também eram nacionalistas exacerbados.
O partido nazista de Hitler, na verdade, se chamava Partido Nacional Socialista, e o slogan do governo Médici, o mais repressor da ditadura militar brasileira, era o sintomático “Brasil, ame-o ou deixei-o.”
Deve ser por coisas assim que Samuel Johnson, escritor e pensador inglês, cunhou sua célebre frase que diz que “o patriotismo é o último refúgio dos canalhas”.
Frase premonitória, já que Johnson viveu entre 1709 e 1784.

“A produção capitalista produz, com a inexorabilidade de um processo natural, sua própria negação. É a negação da negação.” –Marx, O capital. Livro I Cap.

No Brasil atual tem-se uma nova vertente da dialética marxista, criada no intuito de negar a realidade e tentar justificar o injustificável: é a negação da negação do óbvio.
Pobre Marx…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s