Depois do Totó o Jilozinho. Eis o telefonema direto de São José do Calçado (ES), a cidade onde nasci, que recebi do meu outro querido amigo.

– Jarrão, seu viadão gay, feliz ano novo! Que em 2016 você crie juízo e volte a beber!

– Obrigado, Jilozinho, mas acho melhor você parar de beber!

– Jarrão, eu até andei pensando nessa bestagem, mas me deu uma vontade de suicidar danada e parei de pensar nessas bobices… Além do mais, com o nosso Botafogo de volta à série A do Brasileirão, como posso ficar sem dar minhas beiçadas de alegria?

– Mas com ele na Segundona você também bebia?

  • Bebia de desgosto, seu jumento! Viu porque você tem de voltar a beber? Cê tá muito enjoado, puxando fundamento em tudo… Eu bebo, Jarrão, porque detesto ser pobre, feio, fraco e burro! Depois que dou minhas beiçadas, fico podre de rico, lindo, gostoso, forte pra cacete e mais inteligente que o tal de Einstein. Aliás, você já reparou a miséria, feiura, fraqueza e burrice que você ficou depois que parou de beber? Além de chato pra caralho! Ah, não quero mais assunto “concê” não, depois que enviadou, parou de beber e começou a escrever poesia, cê anda mais fresco que nosso Calçadim no inverno. Logo você, Jarrão, o maior parceiro de esbórnia que já tive na vida… Nunca me conformei com essa sua traição, foi o maior desgosto que já sofri em minha longa carreira de farrista! Vou dar umas beiçadas, você me deixou deprimido! Ano que vem te ligo de novo…
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s