Aqui no Brasil criou-se uma nova tese de defesa para corruptos em geral. Quando alguém é acusado de ser corrupto, o cidadão se defende dizendo, cinicamente, que “sou, mas o fulano também é…”

O mesmo ocorre com nossos partidos políticos, que acusam seus adversários de serem os maiores corruptos da face da Terra; mas afaga seus corrutinhos como os mais honestos dos corruptos.

Ora, isso não absolve ninguém, ao contrário, todos são corruptos.

Resumindo a questão:

Uma corrupção não justifica a outra; nem um corrupto absolve o outro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s