Um jovem russo se casou com uma pizza, sua comida preferida, por achar o amor entre dois seres humanos “uma coisa muito complicada. Tá certo. Mas deve ser mais complicado transar com uma pizza, né não?!

Segundo o noivo casar com uma pizza tem uma série de vantagens: a gente não enjoa de comer, a pizza não fica enjoada e com dor de cabeça, e não te traí… Uma ova que não traí! Se o russo bobear eu mesmo como sua esposa. Se for Marguerita então, meto um par de chifres sem dó ou piedade no eslavo e não deixo nada pra ele comer.

Mas em uma coisa ele tem razão: não ter de discutir a relação é algo fantástico. Até porque não tem discussão nenhuma nessa estória: elas, nossas lindas e doces mulheres, nos torturam durantes horas em um falatório sem-fim e durante a interminável sessão de tortura, que elas chamam candidamente de “discutir a relação”, o único direito que nós, pobres homens,  temos é o de dizer “você tá certa”, “não vou fazer mais”, “eu errei, mas te amo”, “me perdoa”… No dia seguinte continuamos a fazer as mesmas merdas de sempre. Aí… mais tortura. Homens são masoquistas, só pode.

Bem, vou comer a Marguerita do Russo- que, por sinal, tem uma cara de corno danada, né não?!

A notícia do casório está na Rede TV Notícias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s