Oi meu amigo,
estou há muito tempo querendo lhe dizer algumas coisas- mas, como você sabe, eu não falo a língua dos humanos, só a dos cães. Contudo, em um esforço sobre-canino, consegui escrever esta cartinha para você.
Primeiro queria te agradecer pela nossa infinita amizade e companheirismo. Vocês, humanos, têm umas coisas esquisitas, acham que são donos de coisas, animais e até de seus semelhantes. É tudo muito estranho para mim, por este motivo nós ficamos um tempo separado, você não era o meu “dono” e me afastaram de você. Sofri muito! Só suportei a dor de nossa separação por ter certeza que voltaríamos a nos encontrar e jamais nos separaríamos outra vez. Meu “dono” sempre foi você, meu querido amigo, porque meu coraçãozinho assim o quis. Esta é a única medida de valor que usamos: o amor que carregamos no coração!
O dia mais feliz de minha vida foi quando você foi me buscar para morar com você e meu irmão que fala, o Léo, hoje somos uma família feliz, os três, sem brigas e desavenças. Bem…como nós dois somos Botafogo e ele Fluminense, às vezes acontece um arranca-rabo entre nós, mas nada que atrapalhe nossa convivência.
Só tenho umas pequenas reclamações para fazer: não gosto quando fica muito tempo escrevendo na internet e esquece de mim, aí pulo em seus pernas para te lembrar que estou aqui e, como seu melhor amigo, preciso de carinho; também detesto quando sai e me deixa sozinho, mas quando você volta eu fico tão feliz 
que a raiva passa; sem falar que de vez em quando você esquece de botar água ou comida para mim, aí sento do seu lado e fico quieto, te olhando bem sério até você se tocar e ir ver o que está faltando. Ah, e me fez ser Botafogo, é muito sofrimento pra um cãozinho!

Fora isso é tudo perfeito, estou muito feliz e não quero que fique pensando em como você vai sofrer quando eu morrer, o importante foram os anos felizes que passamos juntos. Você é meu melhor amigo e te amo profundamente!
Era isso que queria te dizer e vê se não chora quando ler minha cartinha, você é meio bobão e vira e mexe vejo lágrimas escorrendo em seu rosto. Não gosto de te ver sofrer, fico triste.
Milhões de lambidas em suas bochechas,
do Toy Lahud, seu fiel e eterno companheiro.

PS: Publicado originalmente em 09/02/2012. Hoje, 27/10/2015, está fazendo 2 anos que meu amigo partiu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s