Se submeter ao poder por interesse próprio é a maior das covardias. Dizer sim quando deveria dizer não é a suprema canalhice que um homem pode fazer consigo e com seus semelhantes.

E quantos o fazem todos os dias apenas para manterem-se no poder e sentirem-se superiores. São, na verdade, a escória mais abjeta da humanidade, os covardes que abaixam a cabeça e dizem sim, quando querem dizer não, mas têm medo de perder o direito de exercer o pequeno poder pelo qual se humilham pelo simples prazer de, mais à frente, poder humilhar os mais fracos.

“Abdicar de pensar é crime”, como bem o disse a grande Hannah Arendt, mas é também a suprema humilhação a que um homem se submete pelo simples prazer de ter um pouco de um abjeto… poder.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s